Destaques

CONVITE MEU DIA DE CUIDADO

Nenhum Comentário
27/10/2017
Destaques

CONVITE MEU DIA DE CUIDADO

Nenhum Comentário
27/10/2017

Ex- bolsistas da Fapitec/SE são premiadas em congresso no Japão

Publicado em: 11/10/2016     Imprimir artigo

fapitecO derramamento de petróleo pode trazer grandes prejuízos para o meio ambiente. Desenvolver um bioproduto para descontaminação ambiental foi o fruto do doutorado da ex-bolsista da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE), Anuska Conde Fagundes. O projeto foi premiado no 18º Congresso Internacional de Substâncias Húmicas, na cidade Kanazawa, no Japão.

A jovem pesquisadora Anuska Conde foi contemplada com o  prêmio “Travel Support Award”. Além dela, outros 18 alunos do mundo inteiro foram selecionados para ganhar o prêmio. Desses apenas três eram brasileiros: um de São Paulo, um do Rio Grande do Sul e Anuska, que representou Sergipe, único trabalho do Nordeste selecionado.

A exposição do trabalho aconteceu durante dois dias. A ex-bolsista da Fapitec/SE destacou a importância do Prêmio. “Esse prêmio é um incentivo aos jovens pesquisadores, pois temos contato com pesquisadores mais experientes e essa troca de informação é muito importante para quem está começando. Um reconhecimento do trabalho que você se dedicou durante quatro anos, além de contribuir para os estudos nessa área.”

O projeto de Anuska, denominado ‘Nova abordagem biotecnológica para biodegradação de hidrocarboneto policíclico aromático utilizando bactéria da turfa’ (New Biotechnological Approach for Polycyclic Aromatic Hydrocarbon Degradation Using Bacteria from Tropical Peat), traz um estudo sobre a bioprospecção da microbiota da turfa de Santo Amaro das Brotas, em Sergipe.

Segundo a jovem pesquisadora,  o objetivo do projeto é  desenvolver um produto com aplicação no mercado. “A meta é utilizar o novo bioproduto, onde essas bactérias foram encapsuladas  em esferas de quitosanas, justamente para ter uma possível aplicação  industrial e utilizar essas esferas na remediação ambiental”.

Pôster premiado

A ex-bolsista de mestrado da Fapitec/SE, Daiane Requião, também teve um pôster premiado ao fim do congresso como um dos melhores do evento na categoria: Diversidade da molécula orgânica natural em tratamentos de água. “O estudo traz uma nova metodologia de síntese de um material adsorvente que promove a remediação de cromo em efluente industrial de forma eficiente e ecológica, apresentando uma alternativa promissora para minimizar a concentração de metais tóxicos, que são lançados nos corpos hídricos diariamente em grande quantidade”, explicou Daiane durante entrevista ao Portal UFS.

A professora e orientadora das duas bolsistas, Luciane Romão, destacou a importância do incentivo da Fapitec/SE. “Esse prêmio é muito importante para o estado porque é o reconhecimento científico que tem valor e foi um julgamento externo. Isso demonstra o valor e a importância para que a Fapitec continue ofertando bolsas de mestrado e doutorado para que outros alunos possam ser premiados. Isso mostra a importância da Fapitec para o desenvolvimento científico.”

CompartilharShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

CONVITE MEU DIA DE CUIDADO

Nenhum Comentário
27/10/2017







© 2016 Instituto Vegas de Pesquisa de Opinião Pública EIRELI. Todos os direitos reservados.