Governador e presidente da Codevasf debatem Canal do Xingó nesta sexta, dia 31  

Publicado em: 30/03/2017     Imprimir artigo

 Foto: Roque Sá

A retomada do projeto do Canal de Xingó será tema de reunião entre o governador Jackson Barreto e a presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales de São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, nesta sexta-feira, dia 31. A audiência ocorre no Palácio dos Despachos e reunirá técnicos da área do governo de Sergipe, deputados estaduais e federais.

O encontro desta sexta é resultado da iniciativa e do esforço do governador Jackson Barreto, que retomou o debate sobre a importância da obra depois de ler o livro ‘Linha Mestra Xingó’, de autoria do engenheiro Renato Conde Garcia, que coloca de forma técnica a possibilidade de um colapso hídrico no estado nos próximos anos, mas também aponta o Canal de Xingó como sendo a redenção desse problema. “Passei o carnaval debruçado sobre esse livro, que despertou uma preocupação muito grande. Renato Conde Garcia faz um estudo técnico muito competente e nos alerta para o problema oferecendo soluções. Cabe a nós, homens públicos com a responsabilidade de conduzir os destinos do nosso estado, fazer nosso dever e colocar esse projeto para andar”, disse o governador.

O projeto do Canal de Xingó pretende maximizar a oferta de recursos hídricos no Sertão sergipano, melhorando, assim, os Índices de Desenvolvimento Humano (IDHs) na região. O estudo de Renato Garcia explica que a obra pode levar água a outras localidades do estado como Sul e Centro-Sul. “Trata-se de um canal que vai dialogar com as diversas regiões de Sergipe e afastar a possibilidade de falta de agua de forma crônica. Nossos mananciais estão secando. Temos que agir”, alertou Jackson.

No último dia 15, o chefe do Executivo estadual reuniu deputados federais e estaduais de Sergipe em audiência com o líder do Governo no Congresso Nacional, o deputado André Moura, para tratar da obra. Jackson enfatizou a crise hídrica que o estado vem enfrentando e disse que para garantir o abastecimento de água, é preciso união da bancada sergipana em favor de obras estruturantes. A solicitação do gestor foi pela garantia dos recursos para execução do projeto executivo e da construção do Canal.

Esse requerimento começou a ser atendido nesta quarta-feira, 29, quando o governador recebeu a informação de que André Moura conseguiu, junto ao governo federal,  R$ 20 milhões para o projeto executivo do Canal.

“Quando eu trouxe para a pauta de discussões a questão do Canal de Xingó, sabia que iria precisar unir esforços para a realização de um projeto dessa dimensão. Estou muito satisfeito com a atenção do líder do governo no Congresso, André Moura, e a forma como as questões apresentadas estão sendo tratadas e resolvidas. Recebemos a informação que André, em conversa com o presidente Michel Temer, conseguiu R$ 20 milhões para a elaboração do projeto executivo da obra. Esse é um passo fundamental, porque é com base nesse projeto que o Governo Federal poderá fazer a licitação”, declarou o governador.

O projeto do Canal de Xingó prevê, na primeira fase, uma construção que abrange desde a captação de água no reservatório de Paulo Afonso (BA), passando por Santa Brígida (BA), Canindé de São Francisco (SE), chegando a Poço Redondo (SE). Nas fases seguintes, o canal se estenderá por Porto da Folha, Monte Alegre de Sergipe e Nossa Senhora da Glória onde irá bifurcar até Carira e Ribeirópolis.

CompartilharShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *








© 2016 Instituto Vegas de Pesquisa de Opinião Pública EIRELI. Todos os direitos reservados.