Governador garante continuidade de programa que beneficia mais de 4 mil agricultores e visita escola em Santa Luzia

Publicado em: 10/03/2017     Imprimir artigo

Jackson abriu um seminário destinado aos beneficiários do Programa de Transferência de Renda e Geração de Cidadania ‘Mão Amiga’ Citricultura e visitou o Colégio Estadual Comendador Calazans, onde estudou no ano de 1955
O governador Jackson Barreto abriu na tarde desta quinta-feira, 09, no Centro Cultural Tânia de Sales Soutelo, um seminário destinado aos beneficiários do Programa de Transferência de Renda e Geração de Cidadania ‘Mão Amiga’ Citricultura, residentes no município de Santa Luzia do Itanhi, e garantiu a continuidade do programa durante seu governo. Antes, o governador visitou, no mesmo município, o Colégio Estadual Comendador Calazans, onde estudou no ano de 1955.

O governador anunciou que, até o final de março, pagará a quarta parcela do programa Mão Amiga aos beneficiários, o que foi motivo de comemoração pelos participantes do seminário. É o caso da catadora de laranja, Laudicéia Nascimento. Ela disse que o dinheiro que recebe do Mão Amiga durante a entressafra da laranja auxilia na complementação da renda familiar. “Esse dinheiro é de enorme importância para a nossa sobrevivência”, relatou.

O Mão Amiga atende a 14 municípios sergipanos produtores da citricultura, beneficiando 4.312 plantadores de laranja. A promoção do evento foi da Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh).

Jackson Barreto reafirmou que o seu governo tem como principal meta cuidar das pessoas. “Ouvir e cuidar da nossa gente são a marca do nosso governo. Fazemos uma administração voltada para o desenvolvimento humano; para aqueles que precisam do olhar mais apurado da administração pública. Mesmo com a crise que estamos atravessando, decidimos manter o programa criado pelo então governador Marcelo Déda, em 2009. Sabemos que o valor pago não é muito, mas ajuda no orçamento doméstico”, acentuou.

Foi o que confirmou a beneficiária do programa, Raimunda Marcos do Nascimento. “Este dinheiro que recebemos do Mão Amiga é muito importante para a nossa vida. Queremos agradecer ao governador por manter esse programa e nos ajudar a criar nossos filhos”, agradeceu.

O governador relatou aos catadores de laranja que, pela manhã, assinou ordens de serviço e inaugurou a estrada que liga a sede do município ao povoado do Crasto. “Estamos levando uma série de ações para Santa Luzia e Indiaroba, por se tratar dos dois municípios com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região sul do Estado. Temos que dedicar nossas ações para quem mais precisa, mas sem perder de vista os demais municípios”, afirmou.

O vice-governador Belivaldo Chagas destacou a importância do Mão Amiga para os trabalhadores rurais da laranja no momento da entressafra. “Tem gente que pensa que governar é apenas construir prédios. Construir é importante, é tanto que hoje fizemos inauguração e assinamos ordem de serviço, mas acima de tudo isso, o mais importante é cuidar das pessoas. É isso que o governador Jackson Barreto está fazendo; ter um olhar diferenciado e ter compromisso e preocupação com o social”, afirmou.

Durante toda a tarde os beneficiários do programa residentes em Santa Luzia assistiram a palestras e receberam orientações sobre as políticas públicas desenvolvidas pelos governos do estado e federal.

O secretário da Seidh, José Macedo Sobral, ressaltou a importância da participação de todos no Programa Mão Amiga e, em especial, as entidades representativas dos trabalhadores. “A participação de todos demonstra a transparência, lisura e inclusão do programa”, acentuou.

Ele disse que as palestras proferidas tinham como propósito melhor informar aos participantes do programa sobre as políticas públicas de acesso à tecnologia agrícola, benefícios sociais e de saúde. Um exemplo é a palestra proferida pelo médico Almir Santana, sobre doenças sexualmente transmissíveis. “Queremos garantir a continuidade do programa, mesmo com as dificuldades que o estado está atravessando por conta da forte estiagem”, reforçou.

O prefeito de Santa Luzia, Edson dos Santos Cruz, agradeceu ao governador os diversos benefícios que levou para seu município no dia de hoje. “Hoje foi um dia de glória para nós. Tivemos inauguração, assinatura de ordem de serviço e agora este seminário com os agricultores. Estamos no momento de somar esforços para garantir uma melhor qualidade de vida a todos”, concluiu.

Além de Santa Luzia, os municípios de Arauá , Pedrinhas, Tomar do Gerú, Cristinápolis, Umbaúba, Itabaianinha, Salgado, Boquim, Estância, Indiaroba, Itaporanga d’Ajuda, Riachão do Dantas e Lagarto receberão a capacitação, que é pré-requisito para a manutenção do benefício para o trabalhador.

Programa

O Programa Mão Amiga é uma iniciativa do Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh), em parceria com a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro).

O programa foi criado em 2009, pelo então governador Marcelo Déda, com o objetivo de promover transferência de renda aos trabalhadores rurais da laranja e da cana-de-açúcar durante a entressafra, que corresponde ao período de dezembro a março.

Desde a sua criação, já foram liberados para os agricultores de Santa Luzia, 1.685 benefícios, correspondendo a um total investido de R$ 1.232.910,00. Nos 14 municípios já foram pagos 34.973 benefícios, que correspondem a R$ 25.734.360,00. Os recursos são oriundos do Fundo Estadual de Erradicação e Combate à Pobreza (Funcep).
Nesta última edição 2016/2017, em Santa Luzia, já foram pagos R$ 143.070,00 em 03 parcelas, beneficiado 251 agricultores da citricultura. Nos 14 municípios, o total de beneficiários é 4.448 agricultores. Até o momento já foram investidos R$ 3.207.200,00.

Colégio Estadual Comendador Calazans

Jackson Barreto também visitou o Colégio Estadual Comendador Calazans, do qual foi aluno na infância. A mãe de Jackson Barreto, dona Neuzice Barreto, que era professora, foi transferida para Santa Luzia e, com ela, vieram quatro dos oito filhos, dentre eles o governador. Jackson estava acompanhado do secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho.

Jackson Barreto autorizou a instalação de mais 20 novos computadores e determinou que a equipe de engenharia da Seed faça uma vistoria na unidade de ensino para executar os reparos necessários. “Quero deixar a minha marca nesta escola que me acolheu e a minha mãe em 1955. Eu estudei nessa escola quando tinha 11 anos, hoje tenho 72; há 61 anos. Guardo aqui boas lembranças de minha passagem por Santa Luzia. É muito prazeroso voltar aqui, não com a vaidade de governador, mas de um menino comum, de uma família comum, de um filho de uma professora pública que fez aqui um dos motivos de sua passagem da vida e da sua historia”, revelou.

“Do ponto de vista de recuperar e investir na reforma de escolas, nenhum governo conseguiu fazer o que nós fizemos até hoje, São mais de 100 milhões de reais investidos na reforma, recuperação e construções de escolas”, afirmou.

Presente

Na ocasião, um grupo de alunos da rede estadual presenteou o governador com um catálogo com desenhos produzidos por eles, intitulado “Ciclo de Vida do Manguezal”. O livro faz parte do projeto Arte Naturista,  desenvolvido na região pelo Instituto de Pesquisa em Tecnologia e Inovação (IPTI), do Governo do Estado, que promove ações junto aos jovens e crianças da comunidade.

A qualidade dos desenhos dos alunos está sendo reconhecido fora do estado, é tanto que a última coleção da confecção Morena Rosa, que trabalha com moda praia, foi criada por eles.

Os alunos também mostraram a Jackson Barreto um carrinho de inovação em robótica que auxilia no aprendizado e no raciocínio lógico das crianças. O carrinho também foi criado pelos alunos do projeto Arte Naturista.

CompartilharShare on Facebook1Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *








© 2016 Instituto Vegas de Pesquisa de Opinião Pública EIRELI. Todos os direitos reservados.