Destaques

CONVITE MEU DIA DE CUIDADO

Nenhum Comentário
27/10/2017
Destaques

CONVITE MEU DIA DE CUIDADO

Nenhum Comentário
27/10/2017

Reforma do Centro de Convenções garantirá desenvolvimento do turismo de eventos em Sergipe

Publicado em: 20/03/2017     Imprimir artigo

Os empresários do segmento de turismo já estão comemorando a iniciativa do Governo do Estado em ampliar e reformar o Centro de Convenções de Sergipe (CCS). O presidente da Aracaju Convention & Visitors Bureau, Luiz Simões, afirmou que a reforma e ampliação do CCS é um pleito antigo do ‘trade’ sergipano e que finalmente foi atendido pelo governo. Com o objetivo de colocar Sergipe no roteiro do turismo de eventos e negócios, o Governo do Estado está ultimando a conclusão da reforma e ampliação do espaço. São R$ 20.700.000 investidos, recursos do Ministério do Turismo (MT), e contrapartida do Governo do Estado.

De acordo com o último levantamento realizado pela Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), em 2015 o crescimento médio de turismo de eventos foi de 7,8%. Os gastos destes viajantes em passagens aéreas, diárias de hotel, locação de veículos, meios de pagamento e serviços movimentam cerca de R$ 6,95 bilhões ao ano.

Conforme estudos do Ministério do Turismo, o segmento de turismo de eventos é o segundo maior fator de atração de visitantes estrangeiros para o Brasil. Estima-se que cerca de 25,3% dos turistas que procuram o país o fazem motivados por negócios. Turistas de negócios gastam quase o dobro (US$ 102,18) daqueles que viajam a lazer (US$ 68,55), de acordo com estudo do Ministério do Turismo.

“Essa é uma obra que vai modernizar nosso estado, de modo a termos um Centro de Convenções capaz de receber grandes eventos a nível nacional e internacional. Teremos um CCS com melhores condições de atender as exigências de um congresso, no qual seja necessário, por exemplo, fazer debates e conferências. Vamos atender a uma demanda mais moderna e sofisticada do turismo em todas as suas direções”, afirmou o governador Jackson Barreto.

De acordo com o empresário do setor de eventos,  Luiz Simões, o turismo de eventos e negócios representa uma das formas mais promissoras para desenvolver o turismo local, e o espaço antigo já estava defasado para atender bem as  demandas. Ele ressaltou que o Aracaju Convention tem por finalidade trabalhar a captação de eventos para o Estado, e considera de grande importância a reforma e ampliação do Centro de Convenções. “Além de nos devolver as condições para competir bem com outros centros, todos ganharão com a vinda de eventos”, justificou.

Segundo ele, ganha o governo com a arrecadação, a sociedade e empresariado com a geração de empregos, negócios e renda, isto sem falar na promoção e divulgação de Sergipe como destino turístico dos mais atrativos. “Afinal, possuímos também belezas naturais, culinária, aspectos geográficos capazes de assegurar baixos custos e praticidade, e uma cultura rica. Tudo isso são condições que ajudam na competição por eventos”, garantiu.

“A importância da ampliação do Centro de Convenções, portanto, tem um grande alcance. O trade turístico atualmente vive um bom momento de integração e parceria com o governo, e essa obra vem fortalecer mais ainda tudo isso. Parabenizo o governador Jackson Barreto e a todos nós que fazemos o turismo sergipano”, concluiu.

Modernização

Para atender a esta clientela, o secretário de Estado do Turismo (Setur), Fábio Henrique, afirmou que o Centro de Convenções será um dos mais modernos do país. “Serão 14 mil m² de estrutura, com novos auditórios, além dos quatro já existentes, acomodando 2.300 pessoas; climatização nas áreas internas e externa; construção de estacionamento coberto; passarela; escada rolante e instalação de elevador”, ressaltou.

Com essa estrutura, Fábio Henrique disse que o estado poderá acomodar grandes eventos e feiras. Ele observou que Sergipe tem um excelente perfil dentro das exigências dos organizadores desses eventos, ao apresentar uma infraestrutura muito boa, uma rede hoteleira que acomoda os participantes e uma malha viária que interliga todo o estado, pois aquele que vem para o seu congresso, também faz turismo e quer conhecer as potencialidades locais.

“Percebemos que os profissionais que participam desses eventos querem sair do circuito das grandes cidades e preferem cidades de médio porte, o que se encaixa perfeitamente em Aracaju”, destacou. Outro fator que contribui também, conforme o secretário, é que Sergipe está entre dois grandes polos nordestinos – Bahia e Pernambuco.

Enquanto o Centro de Convenções não é concluído, o secretário destacou que o Governo está investindo na captação de pequenos eventos corporativos para até 500 pessoas. “Por sabermos que o turismo de eventos e corporativo tem um crescimento significativo em todo o mundo, o governador Jackson Barreto decidiu criar a Diretoria de Captação de Eventos da Secretaria de Turismo”, acentuou.

Acelerar 

Para acelerar as obras de reforma e ampliação do Centro de Convenções, o governador Jackson Barreto esteve no último mês de dezembro com o ministro do Turismo, Marx Beltrão, discutindo a retomada dos serviços e conseguiu a liberação de mais R$ 1,8 milhão para a obra.

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura (Seinfra), Valmor Barbosa, a parte do pavilhão, onde ocorriam as feiras e eventos, agora será toda fechada e climatizada, oferecendo conforto e segurança. Com os novos auditórios, o Centro de Convenções passará de 670 lugares para 2.300 e tem capacidade para acomodar 13 eventos ao mesmo tempo. O número de vagas de estacionamento será triplicado. O centro terá ainda dois pórticos de entrada e piso de alta resistência e telhado com camada termoacústica.

Ampliação

O Centro de Convenções de Sergipe terá a área atual aumentada de 8.000 m² para 14.000 m². Um novo pavilhão está sendo construído no terreno ao lado e tem dois pavimentos: um térreo, onde será implantado um estacionamento com 100 vagas para veículos; e o superior, que terá os novos auditórios. O pavilhão existente terá uma sala de exposição com capacidade para 3.000 pessoas.

A presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Sergipe (Abih/SE), Daniela Mesquita, afirmou que a reforma e ampliação do Centro de Convenções são muito importantes para o turismo de eventos. “Ficamos felizes com a notícia de que a obra será acelerada. Precisamos de um Centro de Convenções moderno para competir com espaços de outros estados do Nordeste e melhorar o setor de turismo aqui. Ficamos agradecidos ao governador por ouvir o trade e proporcionar essa intervenção. Com certeza, poderemos captar eventos para o ano de 2018”, afirmou.

Outros investimentos

Além da reforma e ampliação do Centro de Convenções, o Governo do Estado realiza outras intervenções no setor turístico, com o objetivo de fomentar a economia e o desenvolvimento social de Sergipe. De acordo com o secretário Fábio Henrique, já está garantido o aporte de R$ 1,5 milhão para reforma do Centro de Turismo, que fica no centro da cidade em frente à Praça Olímpio Campos, e até o segundo semestre deste ano, o Governo dará ordem de serviço para a construção da Orla Zona Sul, que vai da Aruana ao Mosqueiro, na qual serão investidos R$ 20 milhões. As duas obras fazem parte do conjunto de intervenções oriundas dos investimentos do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur).

Fábio Henrique também irá, na próxima semana, a Salvador promover um evento de divulgação de Sergipe nas terras da Bahia. Segundo o secretário, 40% dos turistas que vêm a Sergipe são baianos, seguidos dos alagoanos e pernambucanos. Quanto aos turistas que se utilizam de avião, de acordo com o gestor da pasta de Turismo, são, principalmente, provenientes de São Paulo, Brasília e Goiânia.

No total, o Governo de Sergipe deve investir, através do Prodetur, US$ 100 milhões até 2018, sendo US$ 60 milhões do BID e US$ 40 milhões em regime de contrapartida, já assegurada pela gestão estadual.

O Prodetur tem como objetivo contribuir para o fortalecimento da política nacional de turismo e consolidar a gestão turística cooperativa e descentralizada, oportunizando um modelo de desenvolvimento turístico a partir do qual os investimentos dos governos estaduais e municipais respondam tanto às especificidades locais, quanto a uma visão integral do turismo no Brasil. Serão contemplados investimentos na construção e recuperação de orlas e equipamentos turísticos, qualificação da mão-de-obra, infraestrutura de apoio e fortalecimento institucional do turismo.

CompartilharShare on Facebook1Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

CONVITE MEU DIA DE CUIDADO

Nenhum Comentário
27/10/2017







© 2016 Instituto Vegas de Pesquisa de Opinião Pública EIRELI. Todos os direitos reservados.